carro banner cabeçalho verificar alinhamento das rodas dicas e conselhos

Quando devo fazer o alinhamento?

Se você perceber que o veículo está puxando muito para a esquerda ou a direita quando estiver trafegando por uma via reta e plana com pouco vento lateral, ou se os pneus estiverem apresentando desgaste anormal, o alinhamento das rodas pode necessitar de ajustes. Portanto, você deve levar o veículo a uma revendedora de pneus Michelin ou a uma oficina de boa reputação para fazer a verificação do alinhamento das rodas. É um processo simples, que pode exigir um ligeiro ajuste dos componentes da suspensão dianteira e/ou traseira. Se as rodas do seu veículo não estiverem alinhadas corretamente, isso poderá causar desgaste anormal dos pneus.
Observe que o alinhamento das rodas também pode ser chamado de alinhamento da suspensão.

Sempre providencie a verificação do alinhamento do seu veículo quando:

  • Se a roda do veículo bater em alguma coisa (por exemplo, um meio-fio ou um objeto grande na pista).
  • Você notar que os pneus estão tendo desgaste anormal ou desigual.
  • Você tiver problemas de controle do volante ou comportamento, como os seguintes:
    • O veículo puxa ou deriva para um lado.
    • O volante não retorna facilmente após uma curva.
    • O volante fica desalinhado quando você está dirigindo em uma via reta.
  • Quando você comprar um novo conjunto de pneus e quiser que durem ao máximo.
  • Quando você trocar componentes da suspensão ou direção.

 

Por que o alinhamento das rodas é importante?

O alinhamento das rodas pode afetar a durabilidade dos pneus. Na maioria dos veículos, o alinhamento normal é projetado para minimizar o desgaste e maximizar o conforto do motorista e passageiros. O correto alinhamento das quatro rodas reduz o desgaste dos pneus, contribui para aumentar a vida útil e o desempenho dos pneus e melhora a economia de combustível. Também melhora o comportamento e a segurança da direção por reduzir os problemas de controle do volante e estabilidade.


Por que o desalinhamento das rodas ocorre?

O desalinhamento pode ocorrer quando você bate no meio-fio ou passa por um buraco, bem como em circunstâncias mais graves, como acidentes, o que pode deixar a suspensão do veículo desalinhada. O desalinhamento também pode acontecer quando os componentes da suspensão se desgastam ou quando são trocados. Quando o alinhamento das rodas está incorreto, pode ocorrer o desgaste acelerado dos pneus, sobretudo nos ombros dos pneus, e o comportamento do veículo também pode ser prejudicado. Isso quase certamente significa que você terá de trocar pneus antes do previsto.

Qual é a diferença entre alinhamento e balanceamento das rodas?

As pessoas costumam confundir o alinhamento com o balanceamento das rodas. São coisas completamente diferentes. O alinhamento das rodas, ou paralelismo do eixo, como às vezes é chamado, consiste em ajustar os ângulos das rodas de modo a obedecerem às especificações do fabricante do veículo. Por outro lado, o balanceamento das rodas permite que estas girem sem causar vibrações desnecessárias.

 

Basta apenas um pequeno desalinhamento para criar problemas

A finalidade do alinhamento correto das rodas é proporcionar o comportamento ideal do veículo e maximizar a vida útil dos pneus.

Os principais motivos para o correto alinhamento das rodas são:

  • Pode poupar dinheiro, já que as trocas de pneus se tornam necessárias com menos frequência.
  • Seus pneus vão durar mais.
  • O comportamento do seu veículo será otimizado.
  • Seu veículo funcionará de forma mais suave, com menos resistência ao rolamento dos pneus.

 

carro edito alinhamento dicas e conselhos

Quanto tempo leva para fazer um alinhamento? Quanto custa?

A maioria dos problemas de alinhamento dianteiro e traseiro pode ser resolvida em cerca de 30 minutos. Use o Localizador de Revendedores Michelin para encontrar a revendedora mais próxima para conferir os custos do alinhamento. O alinhamento tem tudo a ver com a verificação da direção e do ângulo das rodas em comparação com as especificações do fabricante do veículo. Embora você possa ouvir expressões como convergência, divergência, cambagem positiva ou negativa, o alinhamento das rodas em si não é algo complexo. O ajuste do alinhamento das rodas é, na verdade, uma operação muito simples.

Como as rodas são alinhadas?

A correção do alinhamento das rodas requer o ajuste dos ângulos da suspensão do veículo tal modo que eles tenham o grau especificado de convergência/divergência e cambagem. Os três principais ajustes que podem ser feitos em relação ao alinhamento são a cambagem, o ângulo de caster e a convergência/divergência.

carro edito esquema alinhamento dicas e conselhos

Cambagem

Cambagem é o ângulo de inclinação da roda afastando-se da vertical quando visto da dianteira do veículo. Se a roda se inclinar demais, ocorrerá desgaste desigual.

  • A cambagem positiva é quando o topo da roda está inclinado para fora do veículo. O excesso de cambagem positiva faz com que os pneus se desgastem na borda ou ombro externo.

  • A cambagem negativa é quando o topo da roda está inclinado para dentro do veículo. O excesso de cambagem negativa faz com que os pneus se desgastem na borda ou ombro interno.

O ângulo de cambagem é projetado e ajustado para cada veículo com o intuito de otimizar o comportamento do pneu nas retas e nas curvas. Se houver uma diferença excessiva entre os ângulos de cambagem das rodas dianteiras, o veículo tenderá a puxar para um lado.

carro edito esquema alinhamento dicas e conselhos

Convergência/divergência

A convergência/divergência identifica a direção em que os pneus estão apontando em relação à linha central do veículo. A convergência/divergência geralmente é expressa como a diferença de distância entre a dianteira e a traseira das rodas no mesmo eixo.

 

Os ajustes de convergência/divergência afetam as características de comportamento do veículo e sua estabilidade nas retas.

  • A convergência ocorre quando ambas as rodas de um eixo estão direcionadas para um mesmo ponto a frente do veículo. Se houver excesso de convergência, a banda de rodagem do pneu tenderá a se desgastar mais nas bordas externas. A banda de rodagem também se desgastará gerando rebarbas na borracha, que poderão ser sentidas passando-se as mãos pela banda.
  • A divergência ocorre quando as rodas de um eixo estão apontando para um mesmo ponto atrás do veículo. Se houver excesso de divergência, a banda de rodagem do pneu tenderá a se desgastar mais nas bordas internas. A banda de rodagem também se desgastará gerando rebarbas na borracha, que poderão ser sentidas passando-se as mãos pela banda.

Balanceamento dos pneus: o que devo saber?

O que é?

  • Às vezes, quando os pneus são montados, o peso do conjunto roda + pneu não é distribuído por igual em todo o pneu.

  • Uma roda fica desbalanceada quando uma área fica mais pesada ou mais leve que o resto. O resultado são saltos ou trepidações, o que pode diminuir a vida útil da banda de rodagem, aumentar a vibração e causar um desgaste mecânico acentuado em seu veículo.
  • O balanceamento dos pneus compensa as diferenças de peso para assegurar que o peso do pneu fique balanceado. Os profissionais de pneus adicionam pesos onde necessário para contrabalançar as diferenças encontradas.
  •  

Quando devo balancear meus pneus?

  • Quando um pneu for trocado
  • Quando um peso balanceado for perdido ou retirado
  • Quando você comprar pneus novos
  • Quando efetuar uma reparação no pneu
  •  

Como as rodas são balanceadas?

  1. Para balancear uma roda, seu mecânico usa uma máquina de balanceamento para identificar os pontos mais pesados.
  2. Em seguida, pesos são fixados ao exterior ou interior da roda para contrabalançar as forças centrífugas que atuam nas áreas pesadas quando a roda está girando.
  3.  

Algum conselho?

Se você sentir que está saltando, sacolejando ou vibrando, consulte um profissional de pneus de imediato.

Michelin apresenta sua estratégia “Tudo Sustentável” para 2030:  Michelin em Movimento 

Em evento para investidores realizado na França, executivos falam dos planos e  estratégias do Grupo para os próximos anos 

No dia 8 de abril, Florent Menegaux, CEO do Grupo Michelin, e Yves Chapot, Gerente  Geral e Diretor Financeiro do Grupo, acompanhados por todos os membros do Comitê  Executivo da empresa, apresentaram o evento Michelin Market Day, apresentaram a  estratégia "Tudo Sustentável" para 2030: Michelin em Movimento. Menegaux explicou  a visão de sustentabilidade do Grupo, que se baseia na busca constante pelo  equilíbrio entre os 3 P’s que direcionam a empresa: Pessoas, Planeta e Performance  financeira. Também foram apresentadas as ambições do Grupo para 2030, com base  em doze indicadores que abrangem seu desempenho ambiental, social e financeiro. 

Pessoas  

• alcançar uma taxa de engajamento dos funcionários de mais de 85%;  • aumentar a porcentagem de mulheres em cargos de gestão para 35%;  • definir um padrão global em segurança no trabalho, com um TCIR inferior a 0,5;  

Planeta  

• reduzir drasticamente suas emissões de CO2 (em 50% em relação a 2010), com o  objetivo de alcançar a neutralidade de carbono nesses escopos até 2050;  • aumentar drasticamente o conteúdo de matérias-primas sustentáveis em todos os  seus produtos para 40% até 2030, em linha com sua meta de 100% até 2050;  

Lucro  

• impulsionar o crescimento sustentável, com um aumento médio de 5% ao ano nas  vendas entre 2023 e 2030, assim que a atual crise relacionada à Covid-19 estabilizar; 

• derivar de 20% a 30% das vendas de negócios não relacionados a pneus;  • garantir a criação de valor significativo, com ROCE superior a 10,5% entre 2023 e  2030.  

Novos territórios de crescimento sem pneus  

A Michelin continuará a expandir, investir e inovar em seus negócios de pneus. As  tendências de mobilidade pós-Covid e o crescimento acelerado do mercado de  veículos elétricos representam oportunidades genuínas de crescimento para o Grupo,  que desenvolveu liderança tecnológica incomparável no design e fabricação de pneus  projetados especificamente para VEs. No segmento de transporte rodoviário, o Grupo  focará seletivamente na criação de valor, enquanto em Mineração, Movimentador de  Terra, Agrícola, Aeronáutica e outros pneus especiais, a Michelin pretende se manter  como referência, capitalizando a diferenciação de seus produtos e serviços.  

Liderada por sua capacidade de inovação e sua experiência em materiais, a Michelin  também pretende impulsionar uma forte expansão em cinco segmentos de negócios  de pneus e outros territórios: serviços e soluções, compostos flexíveis, dispositivos  médicos, impressão 3D de metal e mobilidade de hidrogênio.  

• Em Serviços e Soluções, o Grupo vai ampliar e aprofundar seu portfólio de soluções  de frota, em particular alavancando objetos inteligentes e o valor de seus dados  coletados.  

• A Michelin também espera expandir significativamente no mercado de compostos  flexíveis de crescimento muito rápido (transportadores, correias, tecidos revestidos,  vedações etc.), perseguindo sua estratégia de fusões e aquisições de criação de valor  e incubando novos negócios.  

• Os dispositivos médicos também representam uma oportunidade de crescimento  nos próximos anos.  

• Na impressão 3D de metal, o Grupo desenvolveu experiência única que apoia a  capacidade da AddUp, sua joint venture com a Fives, de comercializar uma gama  abrangente de soluções sob medida para os fabricantes. 

• Em mobilidade de hidrogênio, o Grupo está buscando se tornar um líder mundial em  sistemas de célula de combustível de hidrogênio por meio da Symbio, sua joint  venture com a Faurecia.  

Um marco inicial em 2023  

Durante o Michelin Market Day, foram apresentados os vários drivers de  competitividade industrial que proporcionarão uma economia líquida de € 80 milhões  por ano, entre 2020 e 2023. Além disso, as despesas de SG&A no negócio de pneus  serão reduzidas em € 65 milhões até 2023 e num total de € 125 milhões até 2025.  

Yves Chapot anunciou os objetivos financeiros do Grupo para 2023: a empresa  espera reportar cerca de € 24,5 bilhões em vendas, mais de € 3,3 bilhões em receita  operacional do segmento 3, € 3,3 bilhões em fluxo de caixa livre estrutural (total acima  de 2022 e 2023) e um ROCE de 10,5%.  

Além disso, o Grupo está calculando os custos de algumas das suas externalidades  negativas, como as emissões de carbono e o uso de água e solventes, e está  empenhado em reduzi-los em cerca de 10% até 2023.Por último, o Grupo anunciou  a revisão de sua política de dividendos, com o novo objetivo de pagar 50% do lucro  antes de itens não recorrentes em 2021.  

Durante o evento, Menegaux observou: “Com este novo plano estratégico Michelin  em Movimento, o Grupo está embarcando em uma dinâmica de crescimento  ambiciosa para os próximos dez anos. Estou convencido de que o engajamento e a  capacidade de inovação de nossas equipes nos permitirão oferecer uma combinação  harmoniosa de desempenho empresarial sustentado, desenvolvimento contínuo dos  funcionários e compromisso com o planeta e as comunidades.  

Mesmo que permaneça fiel ao seu DNA, em 2030 o perfil do Grupo terá mudado  significativamente com o crescimento de novos negócios de alto valor agregado em  torno e além dos mercados. É esta capacidade de se reinventar constantemente que  tem sustentado a força da Michelin por mais de 130 anos e que hoje nos dá confiança  no futuro.” 

“Apesar da crise atual e do ambiente econômico ainda incerto, a Michelin demonstrou  a resiliência de seus fundamentos e a validade de seu modelo de negócios. Este novo  plano estratégico da Michelin dará ao Grupo os meios para impulsionar um novo  crescimento e reduzir o impacto das suas principais externalidades negativas. A  empresa continuará desenvolvendo suas operações de pneus enquanto integra  novos negócios, com um foco constante na manutenção de um balanço robusto e  margens firmes.”, finalizou o executivo.  


Você está usando um navegador não suportado
Você está usando um navegador que não é suportado por este site. Isso significa que alguma funcionalidade pode não funcionar como desejada. Isso pode resultar em comportamentos estranhos durante a navegação. Use ou atualize/instale um dos seguintes navegadores para aproveitar ao máximo este site