bike technologies road technologies background

TECNOLOGIAS ROAD

As características da borracha dão aos pneus diferentes desempenhos.
Borrachas podem ser tanto mono-composto quanto bi-composto.

bike technologies road technologies bi compound

Inventado pela Michelin em 1995, ele é uma mistura de dois compostos de borracha sobre a banda de rodagem fornecendo eficiencia de rolamento no centro e aderência nas laterais.

bike technologies road technologies grip compound

Um composto de borracha desenvolvido para fornecer mais aderência (Gama: MICHELIN Power All Season).

bike technologies road technologies x miles compound

X-Miles Compound: Um composto de borracha resistênte a abrasão associado a uma espessa camada na coroa. Aumenta a durabilidade (Gama: MICHELIN Power Endurance).

bike technologies road technologies race compound

Um composto de borracha com uma baixa taxa de deformação, oferecendo baixa resistência a rolamento. Derivado das tecnologias Moto GP, esse composto também garante excelente aderência no piso seco (Gama: MICHELIN Power Competition).

bike technologies road technologies technograph road gommes uk

 

CARCAÇAS

Uma carcaça de um pneu é constituída de fios cujas espessuras variam de acordo com as funções das gamas, tornando o pneu robusto, flexível, eficiente e leve. Quanto maior a quantidade de  fios, mais finos eles serão e o pneu ficará mais leve. Caso contrário, quanto menor a quantidade de fios, mais grossos eles serão, tornando o pneu mais forte.
TPI (Threads Per Inch - fios por polegada): Corresponde à densidade dos fios por polegada.

 

REFORÇOS

Reforços que reduzem as perfurações nos pneus. Existem diversos: 

bike technologies road technologies aramid protek

Reforço cruzado em aramida na carcaça para fornecer força na coroa do pneu e minimizar as perfurações. A aramida é mais forte do que os materiais tradicionais e é mais resistênte a cortes (material usado para fabricação de coletes a prova de balas).

bike technologies road technologies aramid protek plus

Reforço de alta densidade na carcaça do pneu para força na coroa do pneu e minimizar as perfurações. A aramida é mais forte do que os materiais tradicionais e é mais resistênte a cortes (material usado para fabricação de coletes a prova de balas).

bike technologies road technologies bead 2 bead protek

Reforço cruzado de alta densidade protegendo toda a carcaça do pneu. A coroa e os flancos são reforçados para fornecer máxima proteção e durabilidade (Gama: MICHELIN Power Gravel, MICHELIN Pro 4, MICHELIN Krylion2).

bike technologies road technologies technograph road protek

 

ESCULTURAS

bike technologies road technologies grip design

Escultura projetada para fornecer aderência mesmo nas curvas.

bike technologies road technologies hi grip design

Escultura projetada para fornecer aderência mesmo nas curvas, em todas as condições climáticas.

bike technologies road technologies gravel design

Escultura adaptada para trilhas aderentes com seus cravos pequenos.

bike technologies road technologies technograph road sculptures uk

 

OUTRAS TECNOLOGIAS

bike technologies road technologies tl ready

Os pneus Tubeless Ready podem ser montados sem câmara de ar, a pressão máxima não é excedida, um selante é adicionado e a pressão do pneu é checada antes de cada saída.

bike technologies road technologies disc brake

Essa tecnologia permite o pneu suportar fortes frenagens da bicicleta com os discos de frenagem graças a sua borracha especial.

GAMAS ON-ROAD :

bike technologies road technologies michelin range on road

 

GAMAS OFF-ROAD :

bike technologies road technologies michelin range off road

Michelin apresenta sua estratégia “Tudo Sustentável” para 2030:  Michelin em Movimento 

Em evento para investidores realizado na França, executivos falam dos planos e  estratégias do Grupo para os próximos anos 

No dia 8 de abril, Florent Menegaux, CEO do Grupo Michelin, e Yves Chapot, Gerente  Geral e Diretor Financeiro do Grupo, acompanhados por todos os membros do Comitê  Executivo da empresa, apresentaram o evento Michelin Market Day, apresentaram a  estratégia "Tudo Sustentável" para 2030: Michelin em Movimento. Menegaux explicou  a visão de sustentabilidade do Grupo, que se baseia na busca constante pelo  equilíbrio entre os 3 P’s que direcionam a empresa: Pessoas, Planeta e Performance  financeira. Também foram apresentadas as ambições do Grupo para 2030, com base  em doze indicadores que abrangem seu desempenho ambiental, social e financeiro. 

Pessoas  

• alcançar uma taxa de engajamento dos funcionários de mais de 85%;  • aumentar a porcentagem de mulheres em cargos de gestão para 35%;  • definir um padrão global em segurança no trabalho, com um TCIR inferior a 0,5;  

Planeta  

• reduzir drasticamente suas emissões de CO2 (em 50% em relação a 2010), com o  objetivo de alcançar a neutralidade de carbono nesses escopos até 2050;  • aumentar drasticamente o conteúdo de matérias-primas sustentáveis em todos os  seus produtos para 40% até 2030, em linha com sua meta de 100% até 2050;  

Lucro  

• impulsionar o crescimento sustentável, com um aumento médio de 5% ao ano nas  vendas entre 2023 e 2030, assim que a atual crise relacionada à Covid-19 estabilizar; 

• derivar de 20% a 30% das vendas de negócios não relacionados a pneus;  • garantir a criação de valor significativo, com ROCE superior a 10,5% entre 2023 e  2030.  

Novos territórios de crescimento sem pneus  

A Michelin continuará a expandir, investir e inovar em seus negócios de pneus. As  tendências de mobilidade pós-Covid e o crescimento acelerado do mercado de  veículos elétricos representam oportunidades genuínas de crescimento para o Grupo,  que desenvolveu liderança tecnológica incomparável no design e fabricação de pneus  projetados especificamente para VEs. No segmento de transporte rodoviário, o Grupo  focará seletivamente na criação de valor, enquanto em Mineração, Movimentador de  Terra, Agrícola, Aeronáutica e outros pneus especiais, a Michelin pretende se manter  como referência, capitalizando a diferenciação de seus produtos e serviços.  

Liderada por sua capacidade de inovação e sua experiência em materiais, a Michelin  também pretende impulsionar uma forte expansão em cinco segmentos de negócios  de pneus e outros territórios: serviços e soluções, compostos flexíveis, dispositivos  médicos, impressão 3D de metal e mobilidade de hidrogênio.  

• Em Serviços e Soluções, o Grupo vai ampliar e aprofundar seu portfólio de soluções  de frota, em particular alavancando objetos inteligentes e o valor de seus dados  coletados.  

• A Michelin também espera expandir significativamente no mercado de compostos  flexíveis de crescimento muito rápido (transportadores, correias, tecidos revestidos,  vedações etc.), perseguindo sua estratégia de fusões e aquisições de criação de valor  e incubando novos negócios.  

• Os dispositivos médicos também representam uma oportunidade de crescimento  nos próximos anos.  

• Na impressão 3D de metal, o Grupo desenvolveu experiência única que apoia a  capacidade da AddUp, sua joint venture com a Fives, de comercializar uma gama  abrangente de soluções sob medida para os fabricantes. 

• Em mobilidade de hidrogênio, o Grupo está buscando se tornar um líder mundial em  sistemas de célula de combustível de hidrogênio por meio da Symbio, sua joint  venture com a Faurecia.  

Um marco inicial em 2023  

Durante o Michelin Market Day, foram apresentados os vários drivers de  competitividade industrial que proporcionarão uma economia líquida de € 80 milhões  por ano, entre 2020 e 2023. Além disso, as despesas de SG&A no negócio de pneus  serão reduzidas em € 65 milhões até 2023 e num total de € 125 milhões até 2025.  

Yves Chapot anunciou os objetivos financeiros do Grupo para 2023: a empresa  espera reportar cerca de € 24,5 bilhões em vendas, mais de € 3,3 bilhões em receita  operacional do segmento 3, € 3,3 bilhões em fluxo de caixa livre estrutural (total acima  de 2022 e 2023) e um ROCE de 10,5%.  

Além disso, o Grupo está calculando os custos de algumas das suas externalidades  negativas, como as emissões de carbono e o uso de água e solventes, e está  empenhado em reduzi-los em cerca de 10% até 2023.Por último, o Grupo anunciou  a revisão de sua política de dividendos, com o novo objetivo de pagar 50% do lucro  antes de itens não recorrentes em 2021.  

Durante o evento, Menegaux observou: “Com este novo plano estratégico Michelin  em Movimento, o Grupo está embarcando em uma dinâmica de crescimento  ambiciosa para os próximos dez anos. Estou convencido de que o engajamento e a  capacidade de inovação de nossas equipes nos permitirão oferecer uma combinação  harmoniosa de desempenho empresarial sustentado, desenvolvimento contínuo dos  funcionários e compromisso com o planeta e as comunidades.  

Mesmo que permaneça fiel ao seu DNA, em 2030 o perfil do Grupo terá mudado  significativamente com o crescimento de novos negócios de alto valor agregado em  torno e além dos mercados. É esta capacidade de se reinventar constantemente que  tem sustentado a força da Michelin por mais de 130 anos e que hoje nos dá confiança  no futuro.” 

“Apesar da crise atual e do ambiente econômico ainda incerto, a Michelin demonstrou  a resiliência de seus fundamentos e a validade de seu modelo de negócios. Este novo  plano estratégico da Michelin dará ao Grupo os meios para impulsionar um novo  crescimento e reduzir o impacto das suas principais externalidades negativas. A  empresa continuará desenvolvendo suas operações de pneus enquanto integra  novos negócios, com um foco constante na manutenção de um balanço robusto e  margens firmes.”, finalizou o executivo.  


Você está usando um navegador não suportado
Você está usando um navegador que não é suportado por este site. Isso significa que alguma funcionalidade pode não funcionar como desejada. Isso pode resultar em comportamentos estranhos durante a navegação. Use ou atualize/instale um dos seguintes navegadores para aproveitar ao máximo este site